Os Dez Mandamentos Velocipédicos – versão urbana

Foi encontrado morto em sua casa. A Jardim da Escócia (Scotland Yard, em cámone), tomou conta do ocorrido, registando o óbito a 5 de Novembro do Ano de Sua Ainda-Desconhecida e Futura Santidade Joaquim Agostinho de 1922. Lorde Carvanon, um reconhecido antropofilíaco obstinado com relíquias egípcias, batia a bota. Atónitos com a macabra cena que presenciaram ao …

Continue lendo Os Dez Mandamentos Velocipédicos – versão urbana

Chave Dicotómica para identificação de clientes de lojas velocipédicas – Parte II

Esse Natal, época festiva que à semelhança de outras é velocipédicamente cognominada de época de engorda, foi bom? Muitas prendas boas no sapatinho de encaixe? Mimaram as vossas máquinas, fiéis montadas, corcéis de carbono de alto módulo? Claro que sim, o Velopata nem espera outra coisa de quem gasta o seu precioso tempo neste nosso …

Continue lendo Chave Dicotómica para identificação de clientes de lojas velocipédicas – Parte II

Em Bicicleta sem travão, todos ralham e ninguém tem razão

Pois é querida nação de leitores velopatóides, a polémica está instalada no mundo velocipédico e desta vez não se trata de ciclistas apanhados com novas substâncias dopantes ou mesmo ciclistas que curiosamente adoecem no dia antes de uma importante prova tendo de recorrer a medicamentos de conhecidos efeitos potenciadores da performance para o seu tratamento. Não …

Continue lendo Em Bicicleta sem travão, todos ralham e ninguém tem razão