Carta aberta ao M.A.I.

O anúncio foi feito com toda a pompa e circunstância a que semelhante decisão governativa obrigava; tendo em conta o número de acidentes graves, acidentes menos graves, colisões, cacetadas, porradas, atropelamentos, caos generalizado e evidências de uma mortandade geral nas estradas portuguesas, o M.A.I. (Ministério da Administração Interna), apresentou uma nova proposta de lei que …

Continue lendo Carta aberta ao M.A.I.

PMF´s velopáticas

PMF. É o acrónimo português equivalente às FAQ´s dos bifes e cámones. Significa Frequently Asked Questions ou em belo português; Perguntas Mais Frequentes. Ao longo do ciclo de vida deste alucinado espaço velointernético, foram várias as questões que o Velopata recebeu; quer da sua horda de mui queridos e atentos seguidores e leitores, bem como de muitos colegas de métier; civis …

Continue lendo PMF´s velopáticas

Eu não estou aqui. Isto não está a acontecer.

I´m not here. This isn´t happening. Thom Yorke dos Radiohead in How to Disappear Completely, álbum Kid A   666. Diz a cultura apostólica evangelista católica greco-romana coiso (e também berravam esganiçadamente os Iron Maiden), que seiscentos e sessenta e seis é o número da Besta. Como o mui querido leitor por esta hora já estará farto de saber, …

Continue lendo Eu não estou aqui. Isto não está a acontecer.

A última pedalada de 2016

"A minha época já acabou e não estou para sofrer. Hoje é tranquilo." - dizia o gajo, dizimado pelos primeiros membros do grupo que saíram a ressabiar entre eles. Que ciclista não ouviu um comparsa proferir estas palavras? Regra geral, quando estas primeiras desculpas se fazem ouvir no início de uma group ride sabemos que serão esses os …

Continue lendo A última pedalada de 2016