Se os Partidos Políticos fossem… Bicicletas

Em antes que o mui querido leitor novamente perda (Perca fluviatilis é um peixe), mais algum do seu precioso tempo a ler como quem lê mesmo mais uma publicação velopática, é deveras essencial que atente a uma importante ressalva, já muitas vezes escrevinhada pelo Velopata. Ele (o Velopata), não tem nenhuma afinidade política ou, de algum modo, pretende influenciar …

Continue lendo Se os Partidos Políticos fossem… Bicicletas

Uma Escapadela Altimétrica – finalmente, o Capítulo Final

- Estás bem? - Não. Ele sente-se que nem um esfregão da louça esquecido ao Sol durante vários dias. -  Pois, costumas subir melhor... - Cada centímetro que ele subiu foi como tentar espremer um litro de água desse esfregão da louça ressequido.   No cume do topo mais em alto de Portugal Continental, a mítica Torre, …

Continue lendo Uma Escapadela Altimétrica – finalmente, o Capítulo Final

Sexénio

Recentemente, um artigo publicado por um importante sítio de referência velointernético captou a atenção velopática, apresentando uma nova teoria para discussão em sede de consertação social velocipédica - a teoria dos seis anos. (Nota velopatóide: se os mui queridos leitores vinham aqui procurando badalhoquice, fruto das iniciais do título desta publicação; S, E e X, podem ir tirando …

Continue lendo Sexénio

Divisão Velopata – Carocha cheia em Março trovejada, trinta dias é molhada

No decorrer das últimas publicações subordinadas ao mais grande clube strávico que há registo, a Divisão Velopata, ele (o Velopata), optou por privilegiar a publicidade ao evento que ficará na sua memória (não pela deplorável adesão mas sim devido aos companheiros, palhaços e amigos que marcaram presença, a boa disposição partilhada e a quantidade de mins Stout ingeridas), assim …

Continue lendo Divisão Velopata – Carocha cheia em Março trovejada, trinta dias é molhada