Divisão Velopata – Se queres ser bom Carocheiro, empena no crescente de Janeiro

Se o Velopata fosse cardíacofilíaco, jamais ele teria sobrevivido ao transacto mês de Janeiro do ano de Nosso Senhor Joaquim Agostinho de dois mil e vinte. Olhando para trás como quem olha mesmo para trás, toda esta catadupa de acontecimentos aponta sua origem no Parlamento Português, aquando da votação para condenar ou não (porque óbviamente existem …

Continue lendo Divisão Velopata – Se queres ser bom Carocheiro, empena no crescente de Janeiro

Arades e Sobreires – um longo sábado de treino

O Velopata acordou com aquela sensação de vazio cerebral, bafo capaz de trucidar o mais formoso dos malmequeres e a barba molhada, fruto da baba que muito provavelmente escorria devido ao sonho de uma pedalada montado numa lindíssima Cannondale Synapse toda montada em Ultegra. Verdade seja escrita, aquilo não foi bem acordar. Assemelhou-se mais a …

Continue lendo Arades e Sobreires – um longo sábado de treino

Os Mandamentos Velocipédicos

Esta é uma história que inicia com uma tempestade daquelas de fazer Harveys, Katrinas, Irmas e Ophelias parecerem uma pedalada na ciclovia. Ciclovia holandesa, claro está, pois pedalar na maioria das ciclovias deste país à beira-mar plantado é uma aventura per se. Segundo os registos dos historiadores, os acontecimentos que o Velopara a seguir descreve terão …

Continue lendo Os Mandamentos Velocipédicos

Bambis, Caracóis e Crocodilos – o épico (e gelado), final de uma aventura ao Alqueva

Das várias aventuras que o Velopata já fez, um pormenor ocorre que merece ser destacado. A verdade é que até se chegar ao destino a viagem é sempre feita a ritmo confortável e a cavaqueira vai fluindo. Passado esse objectivo, neste caso o Alqueva, rapidamente o sentimento de ciclista ressabiado toma conta da malta e não …

Continue lendo Bambis, Caracóis e Crocodilos – o épico (e gelado), final de uma aventura ao Alqueva