Quarenta

Os copos que não bebi Os discos que não toquei Os poemas que não li Os filmes que nunca vi As canções que não cantei Meus amigos, importante é o sorriso Para seguir viagem Com a coragem que é preciso Não adianta, deitar contas à vida A ternura dos quarenta Não tem conta, nem medida …

Continue lendo Quarenta

A tomada da Mítica EN2 – parte I

O Velopata acordou em Chaves com aquela sensação de garganta escalafrada e aeropenca entupida, fruto das alternantes temperaturas de final de estação veraneante que se fizeram sentir pelo reino dos algarves e arredores, ao contrário dos seus gloriosos tempos de juventude onde acordar nestes trânmites era sintomático de uma véspera de copofonia e fumanço em …

Continue lendo A tomada da Mítica EN2 – parte I

Divisão Velopata – Para encarochar, deixa Setembro acabar

O ocaso velocipédico. Se o mês de Nosso Senhor Joaquim Agostinho de Setembro algo significa para um Velopata, mais não é que o início do ocaso velocipédico. Os dias começam a encurtar, o calor bom esfuma-se (lembrem-se que moçes de compleição física a roçar o etíope bulímico-anoréctico, como é o caso deste vosso companheiro, palhaço …

Continue lendo Divisão Velopata – Para encarochar, deixa Setembro acabar

Divisão Velopata – Pedale por onde pedalar, a carocha há-de vir no São João

"Ó Velopata, porque haveis desaparecido dos registos do nosso clube do Strava, na semana de dia nove a quatorze do mês de Julho do ano de Nosso Senhor Joaquim Agostinho?" Isto foi o que vós não haveis questionado, mui queridos leitores. O Velopata, esse vosso companheiro, palhaço e amigo deste duro circo que é a vida …

Continue lendo Divisão Velopata – Pedale por onde pedalar, a carocha há-de vir no São João

Uma questão de pêlo

"Aaaaaiiiii! Socorro!" - gritou a Srª Velopata a uma frequência cardíaca que nem ela sabia ser capaz. Prostados no sofá diante da televisão que ainda não é smart, o Velopata partilhava com o seu mais-que-tudo rebento Velopatazinho ternurentos momentos com os ensinamentos teóricos munidos de exemplos práticos necessários a vencer uma prova World Tour do grandioso nível que …

Continue lendo Uma questão de pêlo

Arades e Sobreires – um longo sábado de treino

O Velopata acordou com aquela sensação de vazio cerebral, bafo capaz de trucidar o mais formoso dos malmequeres e a barba molhada, fruto da baba que muito provavelmente escorria devido ao sonho de uma pedalada montado numa lindíssima Cannondale Synapse toda montada em Ultegra. Verdade seja escrita, aquilo não foi bem acordar. Assemelhou-se mais a …

Continue lendo Arades e Sobreires – um longo sábado de treino