Porque odeia o enlatado – parte I

Recentemente, culminou uma mini-série de seis documentários no Cánau Dizcóveri (que lido em português correcto, ao contrário do estranho sotaque televisivo, será algo como Canal Discovery), que muito aprouve ao casal Velopata (à hora de emissão, o Velopatazinho já simulava rolos de treino no Vale dos Lençóis, ainda assim é firme convicção velopática que chegando …

Continue lendo Porque odeia o enlatado – parte I

Uma Escapadela Altimétrica – parte III

- Está sim? - inquiriu AAA. Na esplanada em Nisa, o dueto percebeu o que há muito se encontrava escrito em garrafais letras brancas contrastando sobre o negro alcatrão - estavam atrasados. Para lá de. O check-in acordado com o hotel seria até às vinte e duas horas da noite de vinte e nove de …

Continue lendo Uma Escapadela Altimétrica – parte III

Commute Apeado

Zuuummmm, Zuuuummmm, Zuuuummmm.... (fraquinha onomatopeia representativa do som da máquina velopática de auto-tortura, que mais se assemelha a um avião Jumbo alevantando vôo nos confins do lar velopático e que muitos mui queridos leitores reconhecerão sob a nomenclatura técnico-táctica de Rolo de Treino) - Podes parar com isso um bocado? Preciso de falar contigo. - notou a Srª …

Continue lendo Commute Apeado

Sexénio

Recentemente, um artigo publicado por um importante sítio de referência velointernético captou a atenção velopática, apresentando uma nova teoria para discussão em sede de consertação social velocipédica - a teoria dos seis anos. (Nota velopatóide: se os mui queridos leitores vinham aqui procurando badalhoquice, fruto das iniciais do título desta publicação; S, E e X, podem ir tirando …

Continue lendo Sexénio

Uma (des)abençoada Cicloperegrinação – o capítulo final que é mesmo final

O Arco do Triunfo Velopático. O relógio digital do Garmin Edge Explorer 830 indicava dez horas e quarenta e cinco minutos da manhã de domingo, dia três do mês de Junho do ano de Nosso Senhor Joaquim Agostinho de 2018, quando se materializou no horizonte velopático aquele que ele apenas pode reconhecer como uma versão …

Continue lendo Uma (des)abençoada Cicloperegrinação – o capítulo final que é mesmo final

Divisão Velopata – Em Março cada dia chove um pedaço

Tum! Tum! Tum! "O que é isto?" - balbuciou uma atordoada Srª Velopata, agora acordada no sofá do casal velopático por tão estranho som proveniente das profundezas do lar. Tum! Tum! Tum! A inquieta Srª Velopata alevantou-se do sofá e procurou a fonte de tamanho ruído. Encontrou o Velopata prostado sobre as nobres montadas que repousavam nos …

Continue lendo Divisão Velopata – Em Março cada dia chove um pedaço