Divisão Velopata – Setembro e Outubro

Os mui queridos leitores terão de desculpar o Velopata. De todo é fácil elaborar uma publicação, um texto, madrugar para sentar diante de uma página branca no ecrã de computador, produzindo piadolas e conteúdos que permitam o escape das agruras dos nossos quotidianos, dedicando-nos a este duro circo que é a vida do pedal mas que …

Continue lendo Divisão Velopata – Setembro e Outubro

Divisão Velopata – Carocha cheia em Março trovejada, trinta dias é molhada

No decorrer das últimas publicações subordinadas ao mais grande clube strávico que há registo, a Divisão Velopata, ele (o Velopata), optou por privilegiar a publicidade ao evento que ficará na sua memória (não pela deplorável adesão mas sim devido aos companheiros, palhaços e amigos que marcaram presença, a boa disposição partilhada e a quantidade de mins Stout ingeridas), assim …

Continue lendo Divisão Velopata – Carocha cheia em Março trovejada, trinta dias é molhada

Horóscopo Chinês Velocipédico 2019

Naquela que se espera ser uma colaboração bombástica no seio da comunidade de milhares de milhões de seguidores deste já vosso sobejamente reconhecido espaço de inspiração e iluminação velocipédica, o Velopata chega hoje até vós com uma publicação que muitos promete encher de esperança e alegria, outros de medo e apreensão perante as árduamente escrevinhadas …

Continue lendo Horóscopo Chinês Velocipédico 2019

A tomada da Mítica EN2 – a não assim tão épica conclusão

Velopata e Agente da Autoridade Anónimo seguiam lançados de tal maneira que quem os visse jamais acarditaria que ambos os dois haviam cumprido e pedalado os setecentos e trinta e oito vírgula cinco quilómetros da Mítica Estrada Nacional 2 assim, de estalo em um só registo strávico. Frescos e fofos que nem uma alface do Pé de Salsa (são melhores …

Continue lendo A tomada da Mítica EN2 – a não assim tão épica conclusão

Divisão Velopata – Ao Fevereiro e ao ciclista perdoa tudo quanto faz, se Fevereiro não for ressabiado nem o ciclista encarochado

Fevereiro é o mês do nirvana velocipédico no reino do Algarve. Ou Allgarve. Ou Hellgarve, de acordo com as sensações nas pernas de alguns. Para além da presença de alguma elite ressabiada do pelotão profissional World Tour nas nossas estradas com a Volta ao Algarve (eficazmente coberta pelo Velopata aqui), há espaço para mais três eventos de ciclismo …

Continue lendo Divisão Velopata – Ao Fevereiro e ao ciclista perdoa tudo quanto faz, se Fevereiro não for ressabiado nem o ciclista encarochado

Sumaríssimo

Sumaríssimo - adjectivo, superlativo absoluto sintético de Sumário. Sinónimo de muito simples ou reduzido. Diz-se do processo judicial muito breve e despido de formalidades. in Infopédia, Dicionário da Porto Editora, versão para machos, fêmeas, transexuais, hermafroditas, indecisos e celíacos.   O dia começou mal. O Velopata acordou à hora certa, preparando-se ele e a sua Estrela …

Continue lendo Sumaríssimo

Divisão Velopata – Julho e uma carocha do tamanho de “Biseu”

Nação velopatóide, cá estamos neste alucinado espaço velocibernético para mais uma ronda de prémios resultantes das prestações dos já cerca de 91 membros da nossa amada Divisão Velopata que, durante o mês de Julho, viu surgir algumas diferenças na sua essência. A primeira e difícil decisão que o Velopata tomou, foi o o nome pelo qual esta …

Continue lendo Divisão Velopata – Julho e uma carocha do tamanho de “Biseu”

Bambis, Caracóis e Crocodilos – uma aventura ao Alqueva, Parte I

"É já alêm." A.A. informando a distância que falta percorrer até determinado ponto. (A.A. significa Alentejano Anónimo) "Eu sou um gajo optimista." - afirmava o Falso Lento enquanto bebericava uma chávena de café na primeira paragem do dia em Cortelha, ainda nem 30 quilómetros realizados dos 430 planeados. "Tu vais além do optimismo." - rematou o Velopata. "Como …

Continue lendo Bambis, Caracóis e Crocodilos – uma aventura ao Alqueva, Parte I