Grandes Películas Velocipédicas – parte I

Se os líderes da Religião Velominati não se encontrassem tão empenados e menos preocupados com a distribuição de carochas por esses granfondues da vida e pedaladas domingueiras, este Terceiro Calhau a contar do Sol seria certamente um habitat deveras diferente. Talvez o Natal fosse corretamente celebrado a sete de Abril, dia em que chegou a este mundo …

Continue lendo Grandes Películas Velocipédicas – parte I

Divisão Velopata – Em Novembro põe tudo a encarochar pode o Sol não tornar

Como em inúmeras outras ocasiões, o Velopata chegou exausto ao conforto do lar findo um treino de cento-e-tal quilómetros, calcorreando o duro sobe e desce da serra algarvia em modo armado ao herói do Tour de fim de semana. Por se tratar de um dia na qual a previsão do ciclo menstrual de São Pedro …

Continue lendo Divisão Velopata – Em Novembro põe tudo a encarochar pode o Sol não tornar

Consultório Sentimental Velopático

No decurso dos já quase dois anos de existência deste espaço de referência velocibernético, um abundante número de mui queridos leitores (é impossível um Velopata conseguir precisar os números correctos por entre os milhares de milhões), tem aproveitado toda a sabedoria, experiência, magnificiência e coiso deste vosso companheiro, palhaço e amigo do duro circo que é a vida …

Continue lendo Consultório Sentimental Velopático

Divisão Velopata – A carocha de Julho, no alcatrão não faz barulho

Se palavra existe que descreve o que foi este mês de Julho no seio da elite velocipédica do mais grandioso clube strávico que é a Divisão Velopata, essa palavra é... Revelação. Desde a revelação da existência de mais um marafado por terras de Sua Majestade Brexitiana, que com alergias e asma e maleitas e doenças é capaz …

Continue lendo Divisão Velopata – A carocha de Julho, no alcatrão não faz barulho

Divisão Velopata – A carocha, Maio a dá e Maio a leva

Parcas letras e palavras que se materializam na tela branca do monitor que logo de seguida são obliteradas para todo o sempre. Não servem, nunca estão boas o suficiente. Um cérebro que teima em não desenvolver, como um cubo de rodas Shimano R500 que, para além de extremamente fraquinhas, já calcorrearam muitos quilómetros. Os esguios …

Continue lendo Divisão Velopata – A carocha, Maio a dá e Maio a leva