Regra da lata

Ela é simples. Todos, com maior ou menor dificuldade, dependendo da obtusidade cerebral, a conseguem compreender, aprender e transmitir às futuras gerações. 6 simples palavras. Inalterável, imutável. Governa a Vida. Os ricos ficam mais ricos. Ora aí está! Finalmente haveis entendido como funciona este Terceiro Calhau a contar do Sol! Óbviamente que toda a regra …

Continue lendo Regra da lata

Nom, ou a Vã Glória de Enlatar

O Velopata não sabe como foi ali parar. Um ensurdecer turbilhão, qual enxame das profundezas do inferno, pulsava e voltava a pulsar como quem pulsa mesmo num longo eco pelo cérebro velopático. Olhando em volta, o horrorizado Velopata deu por si num daqueles tão abomináveis maralhais de bichos humanos. O êxtase que brotava dos olhos …

Continue lendo Nom, ou a Vã Glória de Enlatar

Binapócalipse

Milhares de milhões de bichos humanos correram às grandes superfícies comerciais para adquirir enlatados (notar que excepcionalmente nesta publicação e por motivos de força viral maior e Estado de Emergência, com enlatado o Velopata não se refere ao vil veículo que s´acardita Rei da Estrada e sim ao produto semelhante a alimento devidamente acondicionado e …

Continue lendo Binapócalipse

The Walking Covid

...It´s Nature´s way of telling you someting´s wrong... in Nature´s way, dos This Mortal Coil no álbum Blood   Através das estilosas orelhas dilatadas, as fantasmagóricas vozes de Deidre Rutkowski e Alison Limerick acompanhadas da melancólica orquestra de cordas ecoavam pelo cérebro velopático enquanto avançava pelos corredores vazios do Centro Comercial, concentradíssimo que nem um …

Continue lendo The Walking Covid

Dia de pausa

Pausa. Substantivo feminino. Suspensão de acção ou movimento. Interrupção momentânea. Intervalo. in Diccionário Priberam da Língua Portuguesa, versão apta para glutenofílicos   Todos precisamos de uma pausa. Pelo menos é o que diz a ancestral sabedoria popular. Particularmente, todos precisamos de uma pausa da pedalada porque estamos cansados. E todos sabemos que pedalar cansado pode originar …

Continue lendo Dia de pausa

Porque odeia o enlatado – parte I

Recentemente, culminou uma mini-série de seis documentários no Cánau Dizcóveri (que lido em português correcto, ao contrário do estranho sotaque televisivo, será algo como Canal Discovery), que muito aprouve ao casal Velopata (à hora de emissão, o Velopatazinho já simulava rolos de treino no Vale dos Lençóis, ainda assim é firme convicção velopática que chegando …

Continue lendo Porque odeia o enlatado – parte I

O Campeão do Mundo que afinal não era Campeão do Mundo

O Velopata seguia flagelando suas pernas ao longo do reconhecido segmento strávico "Califórnia-Salir", uma brutal subida de um vírgula vinte e cinco quilómetros de extensão onde a local sinaléctica de trânsito indica uns horríveis dez por cento de inclinação, o Strava indica apenas nove (muito melhor!), no entanto, ele não conseguiu deixar de reflectir como …

Continue lendo O Campeão do Mundo que afinal não era Campeão do Mundo

Uma Escapadela Altimétrica – finalmente, o Capítulo Final

- Estás bem? - Não. Ele sente-se que nem um esfregão da louça esquecido ao Sol durante vários dias. -  Pois, costumas subir melhor... - Cada centímetro que ele subiu foi como tentar espremer um litro de água desse esfregão da louça ressequido.   No cume do topo mais em alto de Portugal Continental, a mítica Torre, …

Continue lendo Uma Escapadela Altimétrica – finalmente, o Capítulo Final