Euvelonásia

- Tu já me viste isto? A voz da Srª Velopata exalava indignação por entre as voluptosas garfadas no gratinado de courgette e cogumelos preparado em antes pelo Velopata, como habitualmente sempre confeccionado com elevadas doses de muito amor e carinho mas agora ainda em mais porque está aí a Volta ao Algarve e todas as ajudas à …

Continue lendo Euvelonásia

Uma Escapadela Altimétrica – a primeira parte do Capítulo Final

- Tenho quase a certeza, a subida para a Torre pela Covilhã está fechada ao trânsito hoje. A dura realidade das palavras proferidas pela Senhora do Hotel atingia Velopata e Agente da Autoridade Anónimo (AAA), com a potência de um soco no estômago, faces torcidas em esgares que qualquer transeunte connoisseur o identificaria - aquela …

Continue lendo Uma Escapadela Altimétrica – a primeira parte do Capítulo Final

A tomada da Mítica EN2 – parte II

Se algum dos mui habituais seguidores deste espaço velocibernético visse o Velopata, enquanto ele mais ou menos se sentia a rebolar pelos corredores do humilde estabelecimento de pernoita com uma só estrela, felizmente Michelin, jamais alguém acarditaria que ele era efectivamente o Velopata, esse mundialmente famoso Ciclista de compleição somali pontuado com anorexia nervosa, escassos minutos em antes de se lançar …

Continue lendo A tomada da Mítica EN2 – parte II

Divisão Velopata – Em Março cada dia chove um pedaço

Tum! Tum! Tum! "O que é isto?" - balbuciou uma atordoada Srª Velopata, agora acordada no sofá do casal velopático por tão estranho som proveniente das profundezas do lar. Tum! Tum! Tum! A inquieta Srª Velopata alevantou-se do sofá e procurou a fonte de tamanho ruído. Encontrou o Velopata prostado sobre as nobres montadas que repousavam nos …

Continue lendo Divisão Velopata – Em Março cada dia chove um pedaço

A Odisseia Algarvia 2017: A Maldição da Figueira – parte I

Yo no creo en brujas... Pero que las hay, las hay... Ditado popular castelhano, autoria desconhecida.   04:30 da madrugada de domingo, 08 de Outubro do ano de Sua Santidade Joaquim Agostinho de 2017. Pelas paredes do adormecido quarto velopático ecoa a melancólica voz de Dot Allison na fabulosa faixa que é "Dirge" dos Death …

Continue lendo A Odisseia Algarvia 2017: A Maldição da Figueira – parte I