Days of Isolamento

Surrendered to self preservation, From others who care for themselves, A blindness that touches perfection, But hurts just like anything else, Isolation, isolation, isolation. Mother I tried please believe me, I´m doing the best that I can. I´m ashamed of the things I´ve been put through, I´m ashamed of the person I am. Isolation, isolation, …

Continue lendo Days of Isolamento

Presos No Estrangeiro (lá de fora) – a versão velocipédica

A segunda edição do Tour dos Emirados Árabes Unidos, UAE Tour em cámone, uma daquelas provas que permite comprovar o quanto os líderes da elite velocipédica mundial se preocupam com Tradição (todos conhecem o amor dos árabes por Bicicletas em detrimento de enlatados de alta cilindrada e camelos, sendo a palavra "camelo" aqui utilizada sem …

Continue lendo Presos No Estrangeiro (lá de fora) – a versão velocipédica

Edição Especial – Um Conto Natalício

Há muito, muito tempo atrás... Aliás, há tanto tempo atrás que já ninguém neste Terceiro Calhau a contar do Sol se alembra da data, numa longínqua cidade belga cujo nome é tão difícil de pronunciar que também já vivalma consegue alembrar-se onde foi, era uma vez um petiz de nome Eddy. Eddy era orfão, sendo sua …

Continue lendo Edição Especial – Um Conto Natalício

Divisão Velopata – Se a Carocha não erra caminho, tê-la-ei pelo São Martinho

"Difícil" será um adjectivo que nem consegue sequer aproximar-se do quão complicado é encontrar uma palavra que consiga descrever sucintamente o que foi este décimo primeiro mês do ano de Nosso Senhor Joaquim Agostinho de dois mil e dezanove que é Novembro. Primeiros, foi o encontro com um Guerreiro tombado na berma da estrada, horrenda …

Continue lendo Divisão Velopata – Se a Carocha não erra caminho, tê-la-ei pelo São Martinho

O Campeão do Mundo que afinal não era Campeão do Mundo

O Velopata seguia flagelando suas pernas ao longo do reconhecido segmento strávico "Califórnia-Salir", uma brutal subida de um vírgula vinte e cinco quilómetros de extensão onde a local sinaléctica de trânsito indica uns horríveis dez por cento de inclinação, o Strava indica apenas nove (muito melhor!), no entanto, ele não conseguiu deixar de reflectir como …

Continue lendo O Campeão do Mundo que afinal não era Campeão do Mundo

Divisão Velopata – Setembro e Outubro

Os mui queridos leitores terão de desculpar o Velopata. De todo é fácil elaborar uma publicação, um texto, madrugar para sentar diante de uma página branca no ecrã de computador, produzindo piadolas e conteúdos que permitam o escape das agruras dos nossos quotidianos, dedicando-nos a este duro circo que é a vida do pedal mas que …

Continue lendo Divisão Velopata – Setembro e Outubro

Uma Escapadela Altimétrica – parte II

O Velopata comandava a Estrela Vermelha serra acima, a Torre já iminente no horizonte. O nosso querido astro brilhava pleno no alto mas a Temperatura não era sufocante. O eterno inimigo vento frontal, fraco ou ausente, sintoma de que a rameira do São Pedro ainda devia dormitar. R.p.m após r.p.m., o Velopata aproximava-se do objectivo de …

Continue lendo Uma Escapadela Altimétrica – parte II

Uma Escapadela Altimétrica – parte I

Contraste. Substantivo Masculino. Oposição ou variação de luz, tons ou cores. Diferença considerável. Comparação para verificar diferenças. Oposição entre pessoas ou coisas. in Diccionário Priberam da Língua Portuguesa.   Se uma palavra existe que permita ao Velopata descrever sucintamente o que foram aqueles três dias de Escapadela Altimétrica à qual ele (o Velopata), acompanhado do seu …

Continue lendo Uma Escapadela Altimétrica – parte I

Meio Evereste

Algo impensável ocorreu neste vosso espaço de referência velointernética, um tenebroso acontecimento que o próprio Velopata jamais podia prever. Uma INVERDADE (à semelhança da classe política, um Velopata não mente), foi publicada. Certamente o mui querido leitor nem s´acardita; como foi possível o Velopata ludibriar, qual Berardo da Velocipedia, a sua horda de milhares de milhões de seguidores? Mas em …

Continue lendo Meio Evereste