Meio Evereste

Algo impensável ocorreu neste vosso espaço de referência velointernética, um tenebroso acontecimento que o próprio Velopata jamais podia prever. Uma INVERDADE (à semelhança da classe política, um Velopata não mente), foi publicada. Certamente o mui querido leitor nem s´acardita; como foi possível o Velopata ludibriar, qual Berardo da Velocipedia, a sua horda de milhares de milhões de seguidores? Mas em …

Continue lendo Meio Evereste

Quarenta

Os copos que não bebi Os discos que não toquei Os poemas que não li Os filmes que nunca vi As canções que não cantei Meus amigos, importante é o sorriso Para seguir viagem Com a coragem que é preciso Não adianta, deitar contas à vida A ternura dos quarenta Não tem conta, nem medida …

Continue lendo Quarenta