Inquérito à Velopatia

A verdade tem de ser escrita – por inúmeras vezes, o Velopata já ouvistou alguém referir que também é Velopata.

Pois bem, vamos lá ver uma coisa.

Velopata só há um.

Um.

1.

O que vós podeis ser, ou deverá o Velopata corretamente escrever “do que vós podeis padecer” é de uma condição psicosomática semelhante à deste vosso companheiro, palhaço e amigo do duro circo que é a vida do pedal – a Velopatia.

– Epá, ó Velopata, então mas porque não fazes um daqueles quizes para ajudar a malta a entender isso melhor? – sugeriu um comparsa de pedalada.

– Um daqueles quê?

– Quiz. Tu sabes, aqueles questionários como há nas revistas das gaijas onde respondes a questões que somam pontos e depois tiram-se conclusões.

 

E é assim que hoje o Velopata chega até vós com um questionário imprescindível. Tendo inclusivé pedido ao seu heterómónimócoiso que o efectuasse, o Velopata só espera que seus mui queridos leitores também o façam e, através da verdade, encontrai vossa libertação e salvação e coiso.

O protocolo é deveras simples; basta responder SIM ou NÃO a cada uma das questões abaixo;

 

  1. Haveis dedicado tempo no métier ou local de labuta, ao Ciclismo? (por exemplo, consultar sites com as classificações de uma etapa/corrida, acompanhar a Volta a Portugal no RTP Play, consultar preços de Bicicletas e/ou componentes…)
  2. O Ciclismo tornou a tua vida (mais) miserável?
  3. Apreciais pedalar porque evitais contacto com outros Bichos Humanos?
  4. O Ciclismo está afectando tua reputação junto dos párias civis? (como se, à partida, esta fosse algo de jeito…)
  5. Alguma vez haveis sentido remorsos pós-pedalada?
  6. Alguma vez haveis colocado tua situação financeira em risco devido à aquisição de componentes velocipédicos? (por exemplo, forçar a família a uma alimentação exclusiva à base de latinhas de conserva, ainda para mais daquelas em óleo vegetal, apenas para conseguir juntar os eirios suficientes para adquirir os tão desejados parafusos em full aerocarobono para a pedaleira.)
  7. Quando pedalais, apreciais a companhia de Bichos Humanos incultos, assim providenciando um ambiente culturalmente menos evoluído onde as conversas pouco distam de fêmeas, álcool, cadência do lactato e FTPmax?
  8. Finda uma pedalada, alguma vez haveis tomado proteínas uéi quiçá até uma porção daqueles baldes com milagrosos pózinhos que prometem uma eficaz recuperação?
  9. Tua ambição pessoal e profissional decresceu desde que haveis pegado numa Bicicleta? (apesar da ambição velocipédica e strávica ter disparado…)
  10. Alguma vez haveis protagonizado uma expulsão involuntária de conteúdo estomacal (processo fisiológico também conhecido como Vomitar), após uma pedalada?
  11. O primeiro pensamento do dia, assim que deixas o conforto dos lençóis para trás, é o de praticar uma boa pedalada?
  12. A primeira coisa que fazeis, antes sequer de tomar o pequeno-almoço, é consultar os sites de Metereologia, pesquisando por probabilidade de precipitação, velocidade e direcção do vento?
  13. Teu desejo para a prática do amor bom diminuiu desde que haveis começado a pedalar?
  14. Costumais sonhar em como seria tua vida se adquirisseis aquele modelo de Bicicleta para o qual jamais conseguirás dinheiro suficiente?
  15. Pedalais para escapar de preocupações ou problemas?
  16. Haveis adquirido uns rolos de treino quiçá até uma subscrição do Zuífete?
  17. Alguma vez haveis perdido completamente a memória como resultado de uma pedalada? (por exemplo, não conseguir alembrar os detalhes de uma queda)
  18. Alguma vez haveis consultado os serviços especializados de um Veterinário ou outros cuidados de saúde, como consequência da actividade velocipédica?
  19. Pedalais para compensar alguma deficiência emocional, psíquica ou até mesmo física?

 

Questionário respondido, por favor somai todos os algarismos correspondentes às questões às quais haveis respondido SIM.

Como exemplo e nunca esquecendo a sabedoria ancestral “liderar pelo exemplo”, ficai com uma idéia do resultado do heterómónimócoiso velopático.

Cento e noventa e sete.

197.

Só à questão número treuze ele respondeu NÃO porque lá está… A rebarba é muita forte nele.

Analisemos então vossos resultados;

  • Se haveis respondido positivamente a uma só questão; atentai que estão aí os sinais de alerta em como podeis estar desenvolvendo Velopatia.
  • Se haveis respondido positivamente a duas questões; as probabilidades que estejas sofrendo de Velopatia são extremamente elevadas.
  • Se haveis respondido positivamente a três ou mais questões; definitivamente sofreis de Velopatia aguda e crónica.
  • Se haveis respondido positivamente a dez ou mais questões (incluíndo a número treuze), podeis ir tirando a Bicicletinha da chuva que estais irremediavelmente lixado com F maiúsculo. Haveis passado para lá do ponto no qual a Medicina Moderna te pode auxiliar. Esquece tratamentos e curas daquelas das revistas e da internet que prometem a salvação em 12 passos – para recuperar um mínimo que seja precisarias de uma terapia aí em 12 milhões de passos ou algo que o valha.

Parece só existir uma saída do tenebroso falgelo desta maleita onde haveis caído no carbonatado abraço – a queda fatal ou o atropelamento/estropiamento por enlatado e nunca esquecei outra pérola da sabedoria ancestral popular – quem te avisa, teu amigo é.

E reiterando como quem reitera mesmo, de Velopatia aguda e crónica muitos podem sofrer mas Velopata… Só há um.

 

Abraços velocipédicos,

Velopata

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s