A busca da Absolvição

O Velopata fê-lo.

E por isso, ele hoje não consegue senão publicar um sentido pedido de desculpa, aquela vã esperança da absolvição, não perdendo milhares de milhões de leitores, seguidores, fãs e coiso.

 

Desculpa, Mãe, ele não se controlou.

Desculpa, Pai, ele sabe que depositavas grandes esperanças neste teu varão, que esperavas ver nele incutida a Disciplina e Bom Gosto.

Desculpa, Velopatazinho. O Velopata criou-te com a esperança que fosses bem melhor que ele. Que nunca tenhas de carregar sobre teus ombos somali-anorécticos este emblema da vergonha.

Desculpem, Netos que ainda não nasceram. Esta é uma vergonha familiar que terão de suportar e carregar para todo o sempre. Escondam-na o melhor que conseguirem.

Desculpem Cunhados. Nunca confiaram plenamente nele. Tinham razão. No minuto em que voltaram costas, ele transformou-se em algo horrível, deplorável, execrável.

Desculpem Sogros. Receberam-no em vosso regaço como um de vossa progenia apenas para ele conspurcar vosso ninho.

Desculpem, Amigos. Confiaram no Velopata. Ele traíu-vos. Decerto nunca mais o olharão da mesma maneira.

Desculpem, Amigos Ciclistas. Pensavam que o Velopata era um bicho humano íntegro e alguém que almejava algo superior. Ele não conseguiu. Qual carneiro, foi atrás da multidão.

Desculpem, Milhares de Milhões de Leitores. Pensavam apoiar Decência, Dignidade, Bondade e Verdade. Só que não. Estavam apenas a apoiar uma fraude, um cambalacho.

Desculpem, Colegas de Métier. Acarditaram que ele era dedicado e um bicho humano do qual podiam depender. Afinal era só mais um poser e um wanabee.

 

O Velopata cometeu algo para o qual não existe expiação possível. Aventurou-se por regiões obscuras das quais não aparenta existir retorno.

Ninguém pode ser culpado senão ele próprio.

E sim. De cada vez que ele se olhar ao espelho, sentimentos de repulsa e horror tomarão conta da sua conspurcada alma.

E porquê?

Porque ele fê-lo, na posse de todas suas faculdades psicomotoras e com toda a intenção, mesmo sabendo que sua vida nunca mais será a mesma. Nem um pingo de preocupação por aqueles que o amam e nele confiraram.

Sim, é verdade.

O Velopata fê-lo.

O Velopata conduziu um enlatado.

P_20190914_151025_vHDR_On

 

Abraços (à segura distância higiénica) velocipédicos,

Velopata

Um comentário sobre “A busca da Absolvição

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s